your ads here

advertisement

Início » História

2

 

1
1

 

História

Quem vê Ambrosio Fardo lidando com as parreiras que fez questão de plantar ali, em Quatro Barras, não tem como não lembrar das imagens dos típicos imigrantes da terra do vinho.

 

É com carinho, que ele olha os grãos e alisa as folhas, talvez lembrando como começou, lá atrás, o sonho da vinícola.

 

Nascido na Serra Gaúcha, em Vila Rica, o descendente dos imigrantes do Vêneto sempre teve em seu avô, Domingo Fardo, um exemplo. Foi ele que, na década de 40, fundou uma cooperativa vinícola naquela região.

 

Embora tenha abandonado a agricultura ainda cedo, com pouco mais de 20 anos, Ambrosio jamais deixou de amar a terra e de sonhar em colher seus frutos. A vinícola nunca lhe saiu da cabeça. Depois de ingressar na vida da cidade grande, mudar para o Paraná e construir empresas, conseguiu comprar, em 2003, a área onde hoje se ergue a acolhedora construção em pedras. A ideia era cultivar uvas e produzir o vinho.

 

Com essa motivação, em 2008, adquiriu as pipas de madeira dos herdeiros do seu irmão – grande produtor de uvas e de vinho para consumo próprio, de Farroupilha, Rio Grande do Sul. O objetivo era manter as pipas na família como uma herança e, para abrigá-las das intempéries, construiu a primeira parte da atual vinícola. A pedra basalto para a construção foi trazida do Rio Grande do Sul, bem como o construtor, experiente em lidar com elas.

 

O início da Vinícola Família Fardo estava pronto. O próximo passo era encher as pipas. Com o foco sempre na qualidade, Ambrosio idealizou a produção baseado no lema: “O vinho elaborado nesta vinícola não é para beber, simplesmente. É para saborear.”

 

As tentativas em cultivar vinhas na região frustraram-se por questões diversas, especialmente o clima. Mas o desejo de elaborar vinho para ser saboreado está em execução e com êxito.

 

As uvas são selecionadas e adquiridas de produtores dos estados do Sul, favorecendo a opção pela variedade, após criteriosa analise das condições de cultivo e colheita. É isso que vem garantindo a qualidade e o sonho de elaborar um vinho para ser realmente saboreado.